Responsável pelo Cemitério alerta sobre os cuidados com vasos de flores na proliferação da dengue

Gerência de Administração Imprimir
Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017 - 13h28

Com as chuvas constantes que vem ocorrendo em Naviraí, o Chefe do Núcleo do Cemitério Municipal Antonio Carlos da Silva, o popular “Picadinho”, preocupado com essa situação devida ao grande número de vasos com flores que os parentes de familiares e entes queridos lá depositam para homenageá-los, o Picadinho faz um apelo à compreensão dos mesmos para que não levem vasos dos tipos de vidro sem furos, vasos plásticos com arranjos plásticos em volta, porque no momento em que eles são colocados para enfeitar o vaso, os seus furos não têm condições de fazerem a drenagem da água que acumula-se e transforma-se em criadores de insetos transmissores da dengue, chikungunya e zika.

“É preciso a imprescindível colaboração da população, para que haja essa conscientização, pois o número de servidores daquele local de trabalho torna-se impossível zelar por centenas de túmulos lá existentes”. Esclareceu.

Segundo Picadinho, após o dia de finados, foram retirados alguns vasos com flores que haviam sido levados pelos familiares de pessoas lá sepultadas, gerando revoltas e críticas nas redes sociais, mas a explicação do procedimento foi devido a estes fatores. Portanto a importância da colaboração e a consciência de todos no cuidado com os vasos de flores sem o furo de escoamento, evitando assim a proliferação do mosquito no Cemitério Municipal.

Fonte: Assessoria de Imprensa