Realizada a abertura da Campanha “AGOSTO LILÁS” em Naviraí

Gerência de Assistência Social Imprimir
Segunda-Feira, 07 de Agosto de 2017 - 15h44

A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres e a Gerência Municipal de Assistência Social, abriram oficialmente na manhã desta segunda-feira (07), no auditório da UEMS – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, a Campanha “Agosto Lilás” e o Programa “Maria da Penha vai à Escola/2017”, visando sensibilizar a sociedade sobre a violência doméstica e familiar e, também, divulgar a Lei Maria da Penha.

A campanha será desenvolvida em todas as escolas da rede pública, municipal e estadual, tendo como alvo alunos do ensino fundamental e médio. Este ano o foco é os jovens e adolescentes. “Entendemos que é preciso trabalhar com a base, pois acreditamos que conscientizando meninos e meninas, no futuro teremos, certamente, uma diminuição no índice de violência contra a mulher”, mencionou Telma Minari.

A coordenação prevê que a programação de visitas às escolas vai se estender durante todo o mês de agosto, devido ao grande número de escolas a serem visitadas. Além das visitas escolares, estão previstas blitz no trânsito em horários de maior fluxo e em locais movimentados, como cruzamentos das principais avenidas.

Por motivos de viagem à capital do Estado, o prefeito não pode se fazer presente, tendo sido representado por Eduardo Mendes, Gerente Municipal de Administração, que destacou a importância da campanha de conscientização e reforçou a necessidade da sociedade contribuir de alguma maneira para conter o avanço dos índices de violência contra a mulher. “Não é aceitável qualquer tipo de violência. Todos nós devemos trabalhar no sentido de incentivar a proteção, o diálogo, e, muito importante, fazer a denúncia sempre que uma mulher for vítima de qualquer tipo de agressão”, disse.

Segundo Telma o CRAM – Centro de Referência de Atendimento às Mulheres atendeu no período de janeiro de 2013 até o mês de junho de 2017 1.831 mulheres. Ele é um espaço de acolhimento/atendimento psicológico, social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, que proporcione o atendimento e o acolhimento necessários à superação da situação de violência ocorrida, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate de sua cidadania.

Em sua fala a delegada da Mulher destacou que em 2016 foram instaurados 517 procedimentos investigativos e aproximadamente 180 medidas protetivas. Já neste ano de 2017, até agora foram 297 procedimentos e 121 medidas protetivas.

Também Prestigiaram o evento Delegada da Mulher Dra. Sayara Quinteiro Martins Baetz, a vereadora Cristina Gradela, representando o Poder Legislativo e Dra. Denise, Defensora Pública, e ainda os vereadores Júnior do PT e Rosangela Sofa.

A apresentação cultural ficou a cargo do talentoso maestro Kleiton Miranda, da Banda Tom Jobim, e também da Superintendente de Cultura Caroline Beluque.

Fonte: Assessoria de Imprensa