Unidades de Conservação

Parque Natural Municipal do Córrego Cumandaí

O Parque Natural Municipal do Córrego Cumandaí, localizado a leste da cidade de Naviraí, com sede na Rua Bandeirante, nº. 501, possui uma área de 80.009.66 m², com um fragmento de vegetação que representa a flora primitiva de grande parte da região. Seu nome vem do Córrego Cumandaí, Feijãozinho na língua Guarani, que nasce a 600 metros do bosque.

O Parque do Cumandaí, com suas características de solo, fauna e flora, representam os ecossistemas originais da região, destruídos, em parte, pela ação antrópica.

O Projeto Cumandaí foi criado em 1999, tendo como meta principal a recuperação do Córrego Cumandaí e o trabalho de Educação Ambiental. Passou a categoria de Parque Municipal por força do Decreto nº 058 de 26 de agosto de 2005, devido a necessidade de se adotar medidas cabíveis e necessárias, objetivando a preservação da fauna e flora existente no local. O projeto abranje uma área total de 167,75 ha.

Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema

O Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, na Bacia do Paraná foi o primeiro parque criado em Mato Grosso do Sul através do decreto de lei nº 9.278 de 17 de dezembro de 1998, como medida compensatória da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera. Localizado nos municípios de Naviraí, Taquarussu e Jateí, possui uma área de 73.300 hectares.

Os varjões do Parque do Ivinhema compreendem o último trecho livre, sem represamento do Rio Paraná. É uma área de inundação periódica, protegendo refúgios de espécies animais e vegetais do Cerrado e da Floresta Estacional, além de ser um corredor Ecológico para espécies migratórias.

Os principais objetivos de conservação do Parque do Ivinhema são: conservar os fragmentos de floresta, os remanescentes de várzea e ecossistemas associados do Ivinhema e do Paraná, manter mecanismos de regulação natural das bacias hidrográficas locais e promover a preservação da diversidade genética das espécies que habitam o parque, principalmente àquelas ameaçadas de extinção.

Parque Nacional de Ilha Grande

Parque Nacional de Ilha Grande estende-se desde o município de Guairá até a foz do Rio Amambai no Mato Grosso do Sul e do Rio Ivai no Paraná, em áreas dos municípios de: Guairá, Altônia, São Jorge do Patrocínio, Vila Alta e Icaraíma no Paraná Mundo Novo, Eldorado, Naviraí e Itaquirai no Mato Grosso do Sul. Possui área de 78.875 ha. Foi criado pelo Decreto s/n de 30 de setembro de 1997.

Esta Unidade de Conservação é formada por um arquipélago fluvial com centenas de ilhas, muitas delas de curta existência, das quais as maiores são as ilhas Grande, Bandeirantes e Peruzzi, além de uma estreita e longa faixa de várzea situada na margem esquerda do rio Paraná.

As maiores atrações são suas beleza cênicas. No interior do Parque existem praias com infra-estrutura rústica. Os passeios de barco são excelente opção de lazer.
Posssui também várias espécies endérmicas e ou ameaçadas de extinção como o cervo-do-pantanal, jacaré-do-papo-amarelo, onça-pintada, anta e o tamanduá-bandeira. Da fauna aquática o pintado, jaú, armado, dourado, pacu, e da avifauna o jaburu, jaú, mutum, colheiro e jaçanã.